A importância da Formação Prática em Contexto de Trabalho  

“O percurso profissional escreve-se a lápis, para se poder apagar e reescrever as vezes necessárias” (autor desconhecido)

A componente de Formação Prática em Contexto de Trabalho (FPCT) faz parte do percurso formativo dos cursos de Formação Profissional ministrados pela A2000, tornando-se um momento fundamental de aquisição e/ou reforço de competências pessoais e socioprofissionais, sendo assim uma mais-valia para o sucesso da formação e a integração socioprofissional.

Depois de cerca de um ano de formação em sala, os formandos realizam outra etapa do percurso de formação – a FPCT (também cerca de 12 meses).

Este percurso integra um conjunto de atividades profissionais desenvolvidas em contexto real de trabalho, dando a oportunidade aos formandos de contactar in loco com técnicas específicas da atividade onde estão inseridos. Esta fase é determinante para a aplicação e reforço de conhecimentos técnicos e profissionais e desenvolvimento de competências pessoais.

Esta experiência de FPCT só é possível com o apoio das entidades acolhedoras, que dedicam uma parte dos seus recursos à formação e orientação dos formandos da A2000 em clara parceria com os técnicos de acompanhamento e inserção da entidade.

Aliás, são os técnicos de acompanhamento e inserção que calcorreiam todo o território de intervenção da A2000 (Baião, Resende, Armamar, Tabuaço, Chaves, Peso da Régua, Mesão Frio, Santa Marta de Penaguião, Vila Real e Lamego), realizando a prospeção/sinalização de empresas / autarquias / Instituições Particulares de Solidariedade Social, que reúnam condições de acolhimento dos nossos formandos e que, em simultâneo, correspondam às suas expetativas profissionais.

A FPCT visa a aquisição e o desenvolvimento de hábitos e competências técnicas, fundamentais para a qualificação profissional, com o propósito de facilitar e promover uma futura integração profissional dos formandos.

Toda esta dinâmica da FPCT só é possível com as parcerias que existem entre a A2000 e as entidades que recebem os formandos, para que estes possam realizar FPCT e, quem sabe, futuramente tornarem-se parte integrante das suas equipas, através da integração profissional.

As experiências de FPCT ajudam assim no desenvolvimento pessoal e profissional dos formandos, colocando-os à prova enquanto futuros profissionais.

De salientar que a taxa de integração profissional dos nossos formandos ronda os 70%. Estes formandos, na maioria das vezes, ficam integrados nas entidades onde realizaram FPCT, o que comprova a estratégia seguida pela A2000.

Conscientes de que a vida profissional se forma de desafios, obstáculos e de que o processo de integração profissional é um caminho difícil, caracterizado pela incerteza e constante transformação do mercado de trabalho, acreditamos que a Formação Prática em Contexto de Trabalho constituiu para os formandos um instrumento de orientação indispensável para o seu futuro profissional.

Aproveitamos para deixar o nosso agradecimento a todas as entidades que acolhem os formandos da A2000.

Armando Oliveira, Técnico de Acompanhamento e Inserção

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024
Skip to content