A2000 em Formação Interna

Colaboradores da A2000 em formação na sala

Foi durante três dias da última semana de agosto que os colaboradores da A2000 estiveram em formação interna, em que foram abordados temas pertinentes alusivos aos múltiplos aspetos do trabalho realizado com os seus clientes.

A primeira sessão decorreu no dia 24 de agosto, sob o tema “Modelo de Qualidade de Vida e Ética”. Em relação ao tema da qualidade de vida, procedeu-se à respetiva definição e, com recurso ao modelo teórico de Robert Schalock e Miguel Ángel Verdugo, foram enumerados os fatores promotores da qualidade de vida e os indicadores que os atestam, avaliados pela Escala Pessoal de Resultados (EPR), aferida para a população portuguesa pela professora e investigadora Cristina Simões. Quanto ao tema da ética, a formação incidiu numa reflexão pessoal dos colaboradores sobre os seus princípios e valores éticos, seguida da apresentação dos valores, princípios e da Política de Ética da A2000. Foram ainda abordados dilemas éticos com os quais nos podemos confrontar no nosso trabalho e na nossa vida.

No dia 28 de agosto, falou-se de “Modelos de Aprendizagem e Tipologias da Deficiência”. Nesta temática, definiu-se o conceito de aprendizagem e abordaram-se os principais modelos teóricos explicativos da mesma. No tema das tipologias da deficiência, e atendendo a que a deficiência cognitiva predomina na população abrangida pela A2000, foi transmitida a definição dos termos “deficiência” e “deficiência cognitiva”, caracterizaram-se os seus vários níveis e enumeraram-se as características associadas a cada um, que procedem à sua adequada identificação, bem como se associaram às melhores estratégias de aprendizagem.

No dia 31 de agosto, o tema do terceiro dia de formação foi a “Mediação e Intervenção Familiar, baseado do MAIFI (Modelo de Avaliação e Intervenção Familiar Integrada)”, em que não só se explicaram os fundamentos teóricos associados à aplicação deste modelo, como a importância do mesmo na identificação e facilitação do potencial para a mudança familiar, assente em indicadores como o florescimento e bem-estar, mudança e adaptação positiva e resiliência, com o intuito de orientar e enquadrar o trabalho diário dos colaboradores no contacto com famílias, por forma a salientar sempre as competências de cada um para uma resolução mais eficaz e duradoura dos problemas.

Estes três dias de formação interna constituíram-se também como um momento de partilha entre colaboradores e reflexão sobre as práticas profissionais quotidianas.

Gonçalo Novais, Técnico da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content