Acidentes com os Brinquedos!

“Qual o brinquedo ideal para oferecer a uma criança?” Esta é a questão que muitos de nós fazemos nos dias que antecedem ao Natal, às datas de aniversário ou sempre que nos apetece mimar uma criança. Durante o mês de junho, continuámos a ministrar a UFCD 9636 – Segurança e Prevenção de Acidentes com Crianças e Jovens e, depois de algumas pesquisas efetuadas, de lermos alguns textos informativos e de vários debates, percebemos que um bom brinquedo é aquele que estimula a criatividade e autoconfiança da criança, possibilita novas descobertas, estimula a sua curiosidade e as suas habilidades motoras e intelectuais, contribuindo para o seu crescimento. O brinquedo ideal é aquele que representa um desafio para a criança que o recebe e que se encontra um pouco à frente do seu grau maturativo, sem, no entanto, ser demasiado avançado ao ponto de a poder desmotivar.

A segurança das crianças deve ser a prioridade máxima na hora da escolha do brinquedo. Quando compramos brinquedos para crianças, devemos ter sempre em atenção todas as partes do brinquedo, pois devem ser maiores do que o pulso da criança para prevenir alguns acidentes. Ler com atenção as instruções, as indicações de idade e os cuidados mencionados pelo fabricante antes de o comprar. As recomendações de faixa etária levam em consideração as habilidades cognitivas da criança, bem como os aspetos de segurança do brinquedo que, se for indicado para uma idade muito superior ou muito inferior à da criança, pode ser usado inadequadamente, causando lesões.

Por isso, ao escolher um brinquedo devemos:

– Observar a faixa de idade recomendada pelo fabricante;

– Evitar brinquedos ligados a tomadas ou com pilhas e baterias para menores de 8 anos. Há risco de queimaduras elétricas e as baterias e pilhas, devido aos seus conteúdos corrosivos, se ingeridos, podem causar queimaduras no sistema digestivo;

– Evitar balões de latex e berlindes, pelo risco de sufocação;

– Evitar brinquedos pontiagudos, como flechas e dardos;

– Brinquedos de locomoção (bicicletas, patins, skate) devem ser acompanhados de equipamentos de segurança (capacete, joalheiras);

– A criança deve brincar sempre em locais seguros e sempre com supervisão de um adulto.

Para percebermos melhor estas regras de segurança, colocámos mãos à obra e contruímos um brinquedo! Aproveitámos a época dos Santos Populares e fizemos um barquinho, para além de nos divertirmos percebemos que este brinquedo estimula a imaginação e a criatividade das crianças enquanto brincam mas, percebemos também que, não é um brinquedo adequado a todas as faixas etárias.

Curso 4 – Ação 1 – Assistente Familiar e de Apoio à Comunidade

Raquel Santos, formadora

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024
Skip to content