Assembleia-Geral Extraordinária da A2000  

Assembleia Geral A2000

No passado dia 22 de dezembro, reuniram-se nas instalações-sede da A2000, em Poiares-Peso da Régua, os sócios da instituição, em sede de Assembleia-Geral Extraordinária. 

Conforme a competente convocatória, foram deliberados por unanimidade os seguintes pontos: aprovação da estratégia da Direção para a execução do Projeto PARES 3.0; autorizar a Direção a contratar com o banco Caixa Geral de Depósitos 500.000€ em conta corrente na linha Caixa Invest Tesouraria, 200.000€ com o banco Santander em conta corrente na linha ADN, e até ao montante de 500.000€ com o banco Montepio.

Tomando a palavra, o presidente da A2000, António Ribeiro, justificou o assunto desta reunião com o facto de o valor a suportar pela Associação para a requalificação do seu edifício-sede ter passado dos 723.032,10€, estimados em sede de candidatura ao PARES 3.0, para 1.806.290,75€, em sede de caderno de encargos, tendo em conta a revisão de preços, com fundamento em critérios objetivos, obtidos através de consulta preliminar prevista no artigo 35.º-A do CCP, designadamente através de parecer de peritos especialistas da equipa técnica responsável pelo projeto de execução, o que obriga a uma estratégia para superar este enorme desafio, na qual todos devem estar alinhados (saliente-se que o investimento total previsto no projeto PARES 3.0 ronda os 3,4 milhões de euros, sendo que a Segurança Social apoia com 1.610.571,00€.)

“Considerando o atual contexto económico-financeiro adverso (bens e serviços com preços a subir, eletricidade, gás e combustível com preços quase proibitivos, taxas de juro a subir, etc.), e tendo em conta que o investimento a cargo da A2000 para o projeto PARES 3.0 subiu de forma galopante, estariam reunidos motivos bastantes para se justificar a não execução deste projeto. Não obstante, esta Direção está fortemente empenhada em levar a bom porto a execução do projeto PARES 3.0, uma vez que significará, para além do maior projeto da A2000, a consolidação da organização como uma instituição relevante do setor social pelo número de pessoas com deficiência ou incapacidade abrangidas e a abranger (mais 100 pessoas), bem como pelo importante contributo socioeconómico com a criação de 55 novos postos de trabalho e a utilização / rentabilização integral das atuais instalações da sede”, afirmou António Ribeiro, que ainda acrescentou que, no seu entender, o facto de no final do projeto PARES ser automática a celebração dos acordos de cooperação previstos, que significarão um aumento de rendimentos mensais de mais de 120.000€, permitem vislumbrar no horizonte a fórmula para amortizar a elevada dívida, atentos à quase duplicação dos rendimentos atuais e, bem assim, da dinâmica económica da A2000 e da nossa região.

Gonçalo Novais, Técnico da A2000

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE FEVEREIRO

9 de Fevereiro, 2024

DOADOR DO MÊS DE FEVEREIRO

9 de Fevereiro, 2024

DOADOR DO MÊS DE FEVEREIRO

9 de Fevereiro, 2024
Skip to content