Dia Mundial da alimentação

Roda dos alimentos

Ao longo das últimas semanas, a turma 10 do curso de Assistente Operacional de Poiares, tem abordado a temática da Alimentação. O dia Mundial da Alimentação celebrou-se no passado dia 16 de outubro de 2020, e para tal elaborou-se uma síntese das principais recomendações.

A alimentação equilibrada é uma das melhores maneiras de garantir o consumo de todos os nutrientes necessários ao organismo. Por isso, vale investir na variedade de alimentos e na diversificação das formas de preparação. No entanto, uma dúvida comum diz respeito às porções necessárias. Mas será que sabemos definir a quantidade de comida no prato?

A resposta a esta pergunta depende de vários fatores, já que pode variar de acordo com questões pessoais, como idade, atividade física, metabolismo e o tipo de alimento. Embora alguns alimentos possam proporcionar maior saciedade, nem sempre a sua composição está equilibrada.

Para uma alimentação equilibrada, é necessário ter algumas regras e disciplina.

  1. Tomar sempre o pequeno-almoço: Esta refeição é muito importante para iniciar o dia e influência a capacidade de raciocínio.
  2. Fazer cinco a seis refeições por dia, sem saltar nenhuma: É fundamental não estar mais do que três horas e meia sem comer. Planear as refeições anteriormente ajuda não só a evitar erros alimentares, como também a respeitar os intervalos aconselhados;
  3. Consumir alimentos variados: Saber o tipo, a quantidade e como combinar os alimentos de todos os grupos necessários para planear as refeições;
  4. Iniciar as refeições principais com sopa de legumes: Alimento rico em fibra que aumenta a saciedade, controla o apetite, os níveis de colesterol e glicemia sanguíneos, e melhora o trânsito intestinal;
  5. Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibra: Optar por alimentos ricos em fibra como os cereais integrais, leguminosas, produtos hortícolas, frutos, e, preferencialmente, os da época. Consumir 3 a 5 porções de fruta e 3 a 5 porções de hortícolas por dia (ex. comer 3 peças de fruta por dia mais 2 porções de hortícolas);
  6. Consumir quantidades moderadas de gorduras: Preferir óleos vegetais insaturados (azeite, soja, girassol ou milho) em vez de gorduras animais ou óleos com elevado teor de gorduras saturadas (óleo de coco ou palma). Deve-se também dar preferência às carnes brancas (aves) e peixe, em vez das carnes vermelhas. Evitar alimentos processados ou fritos e, sempre que possível, escolher leite e laticínios meios-gordos ou magros;
  7. Ingerir menos sal e açúcar: Cozinhar e preparar os alimentos optando por temperar com cebola, alho, tomate, pimento e ervas aromáticas. Para petiscar, preferir frutos frescos em vez de alimentos açucarados ou doces (p. exemplo, bolachas e bolos). Moderar a ingestão de refrigerantes ou sumos açucarados.
  8. Ingerir água com abundância ao longo do dia: Pelo menos, um litro e meio a três litros por dia, dependendo da atividade física e das condições de temperatura e humidade;
  9. Reduzir o consumo de álcool;
  10. Avaliar o resultado de hábitos alimentares saudáveis, medindo o peso e calculando o IMC (o qual se deve encontrar entre 18,5 e 24,9 kg/m2).

Este curso decorre em Poiares – Peso da Régua ao abrigo do POISE – Tipologia 3.01 e é financiado pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português.

Vânia Morais, Formadora da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content