“Esta é a madrugada que eu esperava O dia inicial inteiro e limpo..

Clientes da A2000 em atividades alusivas à comemoração do 25 de Abril

Onde emergimos da noite e do silêncio

E livres habitamos a substância do tempo”

25 de Abril, Sophia de Mello Breyner Andresen

Abril será sempre o mês da Liberdade. Contudo este ano, iremos também recordá-lo como o mês do desconfinamento. O mês em que, aos poucos, tentamos voltar à vida normal. O mês de uma nova Liberdade.

De facto, foi com muita expectativa que regressámos às atividades presenciais.

No concelho de Tabuaço, retornámos à Biblioteca Municipal e no concelho de Armamar, alterámos um pouco a rotina e passamos a ter um espaço de atividades na antiga Escola Primária da freguesia de Vila Seca. Trata-se de instalações que, por serem maiores, oferecem uma maior segurança face às normas impostas pela DGS, além de oferecer um espaço exterior, fantástico para atividades ao ar livre e de jardinagem.

A Liberdade – foi esse o mote que a equipa que intervém em Armamar, Tabuaço e Murça (em parceria com os respetivos Municípios) elegeu para trabalhar com os seus clientes. Desde a privação da liberdade individual durante o confinamento (pois não podíamos circular entre concelhos) até ao golpe de Estado de 1974, estes temas foram tratados através da expressão plástica, da música e das novas tecnologias.

Assim, o 25 de Abril de 1974 teve um destaque especial por ter sido um momento-chave na nossa História, não só porque foi capaz de restituir a liberdade aos cidadãos mas, também, por não ter desencadeado um conflito militar, comum nos golpes de Estado. Neste sentido, durante este mês pintámos, desenhámos, recortámos, colámos, reproduzimos cravos, cantámos músicas alusivas a este acontecimento, fizemos filmagens/vídeos com a nossa opinião sobre a Liberdade, lemos notícias da época e percebemos o antes e o depois do 25 de Abril, designadamente as (des)igualdades entre homens e mulheres e as profissões que deixaram de existir e/ou foram perdendo alguma expressão ao longo destes anos. Utilizámos a internet para perceber um pouco mais sobre esta data e pesquisámos imagens, histórias e poemas.

Por terras de Murça houve ainda mais uma boa notícia para juntar à panóplia de acontecimentos que associámos à Liberdade, pois deu-se início às atividades com um novo grupo de clientes de uma parte do Concelho que ainda não tinha sido abrangida. Assim, com o apoio do Município, todas as sextas estes novos elementos saem de casa para passar um dia diferente, um dia em que podem adquirir novos conhecimentos, experimentar coisas novas, conhecer outras pessoas e divertirem-se como há muito não acontecia.

Embrenhados neste ambiente de 25 de Abril, muitas foram as atividades desenvolvidas neste âmbito, desde a construção de cravos à visualização do filme “Capitães de Abril”, no Auditório Municipal, passando pela filmagem de depoimentos alusivos à sua experiência de Liberdade ou a visita a uma exposição sobre a Escola do Estado Novo, não esquecendo algumas atividades de desenvolvimento cognitivo e as eternas “músicas de Abril”.

De forma a contribuir para o bem-estar do grupo foram também realizadas aulas de zumba e de exercício físico e colocaram-se ainda “as mãos na massa” com a confeção do Bolo Formiga para adoçar o último dia de Abril.

Foi um mês muito produtivo e enriquecedor, que nos deu a oportunidade de saber mais sobre a nossa história passada e entender um pouco os tempos em que vivemos. Abordámos a Liberdade nas suas diversas facetas, entendendo-a sempre como uma forma de viver com responsabilidade. Afinal de contas, a Liberdade será sempre a nossa conquista mais preciosa.

Alexandra Santos e Olinda Coutinho, Técnicas da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content