Formação Prática em Contexto de Trabalho

Imagem de uma caneta a escrever a palavra «Obrigado»

A A2000 tem como Missão formar, capacitar e inserir social e profissionalmente pessoas da região norte, prioritariamente as desfavorecidas, contribuindo para o aumento da sua qualidade de vida, mobilizando para tal as parcerias necessárias.

Um dos seus serviços é a Qualificação Profissional de Pessoas com Deficiência ou Incapacidade: Formação Inicial no âmbito do Percurso C – percursos individualizados com base em referenciais de formação não integrados no CNQ, com uma duração de 2900 horas, incluindo Formação Prática em Contexto de Trabalho – FPCT.

Neste sentido, a FPCT assume um papel preponderante no cumprimento da nossa Missão, essencial para a integração socioprofissional dos nossos clientes. É nesta fase da formação que os nossos clientes têm oportunidade de pôr em prática os conhecimentos adquiridos ao longo do primeiro ano de formação em sala, bem como aprofundar as competências profissionais e também competências pessoais e sociais. Na FPCT existe uma estreita ligação entre o contexto de formação em sala e o contexto de trabalho. É através do contacto direto com as entidades que os nossos clientes reforçam os saberes-fazer e saberes-ser/estar. Adquirem hábitos de trabalho, rotinas, responsabilidade, aprendem a trabalhar em equipa, a desenvolver o espírito crítico e a adquirir outras competências que facilitam a sua posterior inserção socioprofissional.

Por sua vez, as entidades têm a oportunidade de conhecer os nossos clientes, contribuindo para a continuidade da sua formação, através da avaliação das suas potencialidades como futuros colaboradores. Neste processo salienta-se a importância da figura do responsável da FPCT, que acompanha e orienta o cliente na entidade em estreita ligação com o Técnico de Acompanhamento e Inserção.

O processo de FPCT nem sempre é fácil, existem algumas dificuldades em mobilizar as entidades para acolher os nossos clientes, resultado do seu próprio receio de falharem na capacidade e disponibilidade de tempo e recursos humanos para os orientar.

Felizmente, ao longo dos anos, temos tido a sorte de contar com um vasto leque de entidades acolhedoras, que nos tem ajudado a atingir os nossos objetivos. As parcerias estabelecidas entre a A2000 e as entidades acolhedoras têm permitido dar continuidade ao percurso formativo dos nossos clientes, alargando e solidificando as suas competências.

Aqui fica o nosso agradecimento às Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, IPSS’s e a todas as outras entidades públicas e privadas por acolherem, orientarem e integrarem social e profissionalmente os nossos clientes. Estas parcerias permitem melhorar a qualidade de vida dos nossos formandos, contribuir para uma sociedade mais justa e inclusiva, bem como colaborar com a A2000 no cumprimento da sua missão.

A todas as entidades acolhedoras o nosso muito obrigado!

Goreti Alexandre, Técnica Acompanhamento e Inserção

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024
Skip to content