GAPRIC – Douro Sul

Várias atividades dos clientes do GAPRIC

Entramos no mês de novembro e, com ele, chegam mais aventuras e desafios. No Concelho de Armamar foi, de facto, um mês em que as novas experiências estiveram sempre presentes, tal como a nossa disposição para delas desfrutar. 

Uma delas foi o início das atividades de hidroterapia nas piscinas municipais cobertas, atividades essas que muito nos deleitam, pois, através do meio aquático, conseguimos desenvolver diversas competências cognitivas e motoras. A chegada do outono torna-se também convidativa a passeios e, para que pudéssemos apreciar a paleta de cores desta estação, decidimos realizar uma visita ao Miradouro de S. Domingos e aos seus espaços circundantes. Este é um local de grande beleza, onde é possível desfrutar da natureza e dos espaços de lazer preparados para esse efeito.

Também neste concelho foi possível viver uma experiência única para muitos de nós: assistir ao jogo de Portugal vs. Polónia no Estádio D. Afonso Henriques em Guimarães. Esta, foi uma oportunidade que nos foi proporcionada pelo Município de Armamar ao qual muito agradecemos, não só por esta possibilidade, mas também por todo o apoio e ajuda concedidos a este projeto.

Igualmente no Concelho de Tabuaço pudemos aventurar-nos por novos conhecimentos. Para tal, nada melhor que uma visita a um local repleto de história e significado, o Museu do Imaginário Duriense (MIDU). Este, representa o primeiro dos onze núcleos museológicos que o Museu do Douro ambiciona criar na Região Demarcada do Douro e que pretende ser um espaço de divulgação e preservação de todas as manifestações do imaginário tradicional desta região.

O mês de novembro foi também marcado pela data festiva de comemoração do S. Martinho e, como tal, não podíamos deixar passar esta festividade sem fazer jus à tradição e realizar o nosso Magusto com direito a castanhas assadas e um bom sumo para acompanhar.

Novembro foi também um mês dedicado a acompanhar quem mais precisa, aqueles que se encontrem isolados e com falta de participação na vida em comunidade, tornando-se fundamental dar algum apoio domiciliário àqueles cujas condições de saúde não lhes permitem ter acesso a algum tipo de ajuda fora da sua residência. Deste modo, com o recurso a diversos materiais, estratégias e dinâmicas, foi possível proporcionar-lhes uma tarde diferente, partilhando um pouco da nossa alegria e tornando o mundo do outro um pouco melhor, pois “o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros” (Baden-Powell).

Clientes do GAPRIC – Douro Sul

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content