Integrações Profissionais

Susana Pereira

Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio- Susana Pereira

A Susana Pereira é uma jovem adulta de 30 anos, natural da freguesia de Barqueiros, no concelho de Mesão Frio, e que está integrada profissionalmente na Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio, ao abrigo de um Contrato de Emprego Apoiado em Mercado Aberto (CEAMA).

Depois de ter sido acompanhada pelo Centro de Recursos para a Inclusão Profissional (CRIP) da A2000 e de ter estado vinculada à instituição com um Contrato de Emprego Inserção, a Susana viu o seu trabalho reconhecido pela entidade onde trabalha com uma melhoria substancial da sua situação profissional através da celebração, em dezembro do ano passado, de um CEAMA que lhe possibilitará estar contratualmente ligada à Santa Casa de Mesão Frio durante dois anos.

A possibilidade de interagir e cuidar de pessoas, em particular crianças, é algo que leva a Susana a gostar muito do seu trabalho, como ela descreve. “O meu trabalho é o de auxiliar de apoio à ação educativa, no qual cuido sobretudo das crianças e zelo pela manutenção e limpeza dos espaços, até pelas normas de higiene às quais se dá enorme importância. Trata-se de um trabalho que eu sempre me via a fazer, apesar de ter formação noutra área, neste caso o turismo, e que eu não troco por nada, apesar de já ter sido colocada no Lar de Barqueiros e ter-me adaptado a um público de características completamente diferentes”, referiu, a propósito de uma experiência e responsabilidade diferente que assumiu devido às contingências da pandemia.

“Devido ao agravamento da situação de pandemia em Portugal, teve de se encerrar o jardim-de-infância por força das normas decretadas pelo Governo. Como já estava com contrato desde dezembro do ano passado ofereci-me para, em vez de ir para «lay-off», dar apoio ao Lar de Barqueiros naquela fase. Além do facto de eu própria ser de Barqueiros, encontrei ali uma oportunidade de mostrar a minha disponibilidade para trabalhar e ajudar a instituição em tudo o que necessitasse. Prestar cuidados a idosos é completamente diferente do que é feito com crianças, com as quais brincamos e temos mais agitação e atividade. Num lar, o importante é saber organizar a medicação e a alimentação dos clientes, cuidar da higiene deles e garantir que estão seguros, acarinhados e confortáveis.”

Além de mostrar estar muito satisfeita com as funções que desempenha na creche, a Susana falou-nos do impacto positivo que a sua nova situação profissional, com um vínculo mais estável, está a ter no seu dia-a-dia e sentimento de realização pessoal.

“Ter um contrato de trabalho está a ser muito importante na minha vida. Além de agora ter outra capacidade financeira para ajudar nas despesas familiares, é muito bom sentir que tenho os mesmos direitos dos restantes funcionários, como o direito a férias ou aos subsídios de férias e Natal. Agora, vou aproveitar o contrato de trabalho para dar o meu melhor e mostrar as minhas capacidades para conseguir o meu grande objetivo, a efetivação do meu vínculo”, vincou, além de frisar a enorme importância da A2000 neste período mais positivo da sua vida. “Arrisco-me a dizer que a A2000 foi das coisas mais importantes que surgiu na minha vida. Quando precisei de ajuda para encontrar uma oportunidade de trabalho, a A2000 acompanhou-me até conseguir o emprego que sempre gostaria de ter. Se não fosse a A2000, ainda hoje estaria em casa, sem acesso às oportunidades que tive. Estou muito agradecida à A2000 por tudo o que fez e continua a fazer por mim e recomendo o trabalho desta Associação a todos os que, em situações semelhantes à minha, estejam à procura da sua oportunidade no mercado de trabalho”.

Por seu turno, Verónica Branco, diretora-técnica da Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio, recorda-se da Susana como uma jovem que “apresentava uma certa insegurança e alguns problemas de autoconfiança” rapidamente superados, ao ponto de se “adaptar plenamente” às exigências dos serviços da instituição e transmitir “plena confiança nas capacidades dela para executar as suas tarefas” tal como acontece com quaisquer outras colaboradoras. “Aqui na nossa instituição, a Susana está a dar apoio a uma das nossas educadoras na creche. É uma menina sensível, meiga e de trato muito fácil, de quem as crianças gostam muito, e que tem mais duas qualidades que me parecem relevantes. Uma delas é, desde logo, a sua capacidade de trabalho e esforço, que a leva a fazer o seu trabalho com a mesma competência de qualquer outra funcionária. A outra é a versatilidade, que a Susana já evidenciou aquando do mais recente período de confinamento, no início deste ano, que nos obrigou ao encerramento da creche. Enquanto aguardávamos pela autorização para a reabertura, a Susana foi provisoriamente integrada no Lar de Barqueiros e a verdade é que rapidamente se adaptou à prestação de cuidados a um público completamente diferente. As coisas correram tão bem, que até nos pediram que ela continuasse em Barqueiros mesmo após a reabertura da nossa creche em Mesão Frio”, revelou.

Quanto à parceria da instituição com a A2000, é para continuar. “A A2000 representa para nós uma parceria de enorme valor. Além de nos possibilitar o cumprimento do nosso papel de responsabilidade social na medida em que nos facilita o acesso a medidas de integração socioprofissional destinadas a pessoas com deficiência e incapacidade, a A2000 ajuda-nos a reforçar a nossa imagem de entidade inclusiva e geradora de oportunidades a públicos socialmente mais vulneráveis, com proveitos para o funcionamento da própria instituição”, concluiu.

Gonçalo Novais e Ana Augusto, Técnicos da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content