Integrações Profissionais – Jorge Marinho

Jorge Marinho

Antigo formando da A2000, procurou apoio à colocação profissional no Centro de Recursos para a Inclusão Profissional, na sequência de ter ficado desempregado no início do ano. Jorge Marinho é um jovem adulto de 33 anos, residente no concelho de Santa Marta de Penaguião, e está integrado como profissional na Serralharia Bom Caminho, na freguesia de Guiães, no concelho de Vila Real.

Integrado ao abrigo da medida Estágio Inserção, o Jorge começou por descrever as suas funções e a forma empenhada como está a envolver-se com as mesmas. “O aspeto que mais me distingue como colaborador é a minha inteira disponibilidade para trabalhar. Quando me sinto valorizado no meu trabalho e estou motivado, estou inteiramente disponível para ajudar no que for preciso, e é o que acontece aqui na serralharia, onde não só faço trabalhos de limpeza ou apoio no trabalho com vários tipos de material, como também ajudo sempre que é necessário fazer trabalhos externos”, referiu.

Nas suas declarações, o estagiário assegurou estar a ambientar-se muito bem ao seu novo contexto profissional. “A minha adaptação foi extremamente fácil. A entidade patronal tem sido muito importante nesta fase de habituação e o meu relacionamento com os colegas tem sido muito bom. Quando há colaboração entre todos, o trabalho torna-se mais fácil e é isso que tem acontecido. Além disso, já não é a primeira vez que tenho uma experiência de trabalho nesta área. Os conhecimentos que adquiri anteriormente acabaram por facilitar a minha integração aqui, pelo que só posso dizer que estou a gostar muito desta nova experiência”.

No fim da nossa conversa, o Jorge não se esqueceu de agradecer à A2000 por todo o trabalho e apoios dados no sentido da sua colocação. “A A2000 é uma instituição pela qual tenho um grande carinho e gratidão. Desde logo, porque me possibilitaram arranjar esta nova oportunidade de trabalho, tanto numa altura em que eu estava à procura de coisas novas como necessitava de um salário para poder dar qualidade de vida à minha família. Depois, porque não só me apoiou em tudo enquanto lá estive, como também me tratou de tudo para que eu pudesse arranjar oportunidades de trabalho cada vez melhores. Um muito obrigado à A2000 pelo apoio que me dá!”, concluiu.

Já o sócio-gerente da Serralharia Bom Caminho, Bruno Santos, recordou a altura em que conheceu o Jorge, ainda numa fase em que colaborava na A2000, e já deixou elogios à forma como o seu estagiário se tem integrado na estrutura. “O nosso contacto com o Jorge deu-se na sequência de uns trabalhos que realizámos recentemente na A2000, onde à data ele se encontrava. Com o decorrer dos dias, começámos a constatar com interesse que o Jorge era um trabalhador empenhado, colaborante, disponível e até algo destemido na forma como se prontificava a fazer certas coisas, e pensámos que poderia ser uma mais-valia para a nossa equipa”, começou por dizer, antes de fazer uma descrição das funções executadas. “As tarefas do Jorge passam por organizar e limpar a serralharia, ajudar nas montagens e assumir tarefas de maior simplicidade técnica, nesta fase inicial em que a prioridade passa por ajudar o Jorge a desenvolver competências que lhe permitam assumir serviços mais complexos no futuro. Nesta fase, tem-nos agradado o empenho e a aplicação dele, e estamos convencidos de que temos nele uma boa aposta no âmbito da qualidade do trabalho que pretendemos fazer”.

Em relação ao apoio da A2000 no âmbito do processo de integração do Jorge, a avaliação é francamente positiva e o empresário até defende que este tipo de medidas deviam ser reforçadas. “Foi muito fácil articular com a A2000 no sentido de tornar possível esta integração. Tratam-se de medidas de apoio muito positivas para as empresas porque, desde logo, nos ajudam a dispor de recursos que nos permitem descobrir pessoas que podem ser uma grande mais-valia para nós, e que só precisam de uma oportunidade para o mostrar. Até sou da opinião que estes apoios deviam ser reforçados, para possibilitarem mais tempo para que estes colaboradores possam desenvolver ainda melhor as suas potencialidades. Contudo, o facto de existirem estas medidas é sempre de louvar, embora eu ache que poderiam ser menos burocráticas e com aprovação mais rápida”, frisou, antes de deixar uma palavra de apoio ao trabalho da Associação no âmbito da sua missão social. “O trabalho da A2000 está a ser muito bom. Para já, porque permite a muitas pessoas disporem de oportunidades profissionais que lhes permitem melhorar a sua qualidade de vida. Depois, porque também ajuda as empresas locais a recorrer a certas medidas de incentivo e apoio ao emprego que acabam por ser vantajosas, na medida em que nos permite ter contacto com jovens colaboradores a quem podemos transmitir certos conhecimentos e competências que também nos ajudem a ter uma base de recrutamento maior para os nossos serviços. Neste sentido, e até falando como parceiro, posso dizer que a A2000 está a trabalhar muito bem, e desejo que continue assim”.

Gonçalo Novais e Ana Augusto, Técnicos da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content