Manuel Silva: “Estamos muito contentes por mudar vidas para melhor”  

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Armamar, Manuel Silva lidera uma entidade que não só é uma importante empregadora do concelho, como está sempre recetiva ao acolhimento de formandos da A2000 na sua estrutura. 

O trabalho social é a grande referência da Santa Casa de Armamar, com respostas sociais dirigidas a vários tipos de público. “Na nossa instituição, temos respostas sociais orientadas para os idosos, sendo que uma é a Estrutura Residencial, com 35 utentes, e o Serviço de Apoio Domiciliário, mas também abrangemos outros setores mais carenciados da população através da Cantina Social ou Distribuição de Géneros Alimentares, graças ao  Programa Operacional de Ajuda às Pessoas mais Carenciadas (POAPMC). Trata-se de um grande património com bastante história, ao qual estou ligado há vários anos como dirigente dos órgãos sociais, e que me traz uma grande responsabilidade não só ao nível da preservação do mesmo, como de assegurar a solidez da ajuda às pessoas e famílias que apoiamos, como das mais de 40 pessoas que trabalham na Santa Casa de Armamar, e cuja subsistência depende do seu emprego nesta instituição”, sublinha o provedor.

Dentro de toda esta dinâmica institucional, Manuel Silva contou como se deu a possibilidade de cooperar com a A2000. “O nosso contacto com a A2000 começa pela circunstância de a minha sobrinha, a Sofia Barros, ter sido admitida como colaboradora da Associação, no âmbito de uns cursos de formação profissional que iam cá abrir. A partir dela, acabei por conhecer o atual presidente da A2000 e foi mediante essa conversa que acabámos por mostrar toda a recetividade para proporcionar experiências e integrações no mercado de trabalho a formandos dos cursos ministrados”.

Esta relação trouxe à Santa Casa o contacto com potenciais novos colaboradores e um deles, a Ana Cristina, já fez o seu percurso até à integração nos quadros da instituição. “Desde que a A2000 está em Armamar, temos acolhido formandos de todas as turmas, e se é verdade que alguns não continuam por motivos vários, seja por não terem vocação ou preferirem outro tipo de trabalhos, temos neste momento uma antiga formanda da Associação, a Ana Cristina, que é nossa funcionária, com as mesmas exigências e direitos de quaisquer outros colegas”, realçou, ao mesmo tempo que revelou que todos os formandos da A2000 têm a hipótese de ser integrados aquando da conclusão da sua formação prática em contexto de trabalho (FPCT), com o objetivo da sua posterior integração. 

É justamente em FPCT que se encontram duas formandas da A2000, para as quais Manuel Silva tem grandes elogios a fazer. “No caso da Tânia e da Marta, que estão a realizar as respetivas formações práticas em contexto de trabalho, posso dizer que são duas trabalhadoras excelentes, que vão atingir a breve prazo um patamar de autonomia total no cumprimento das suas funções. Estou plenamente convencido que serão mais dois casos de sucesso nesta formação, e se assim o quiserem terão todas as condições para serem integradas na nossa instituição”, antecipou o provedor, que elogia o trabalho de cooperação feito pela A2000 e partilha a sua satisfação por sentir que a Santa Casa da Misericórdia de Armamar está a contribuir para mudar para a melhor a vida de várias pessoas. “A nossa colaboração com a A2000 tem sido meritória. Através desta cooperação institucional, tornamos a vida destes formandos muito melhor ao nível da sua integração social e profissional, porque são pessoas que, independentemente das suas limitações, conseguem hoje ter condições para viver sem necessitar do apoio de familiares ou instituições de solidariedade social. São cidadãos plenamente integrados, com toda a possibilidade de viver de forma mais feliz e realizada, e estamos muito contentes por fazermos parte desse processo.   No entanto, há que realçar a proximidade e ajuda extraordinária dada pelos técnicos da A2000, sempre disponíveis e preocupados com o percurso dos seus formandos e com o atendimento às próprias entidades, bem como o trabalho dos nossos próprios colaboradores, que muito contribuem para o sucesso destas integrações”.

Gonçalo Novais e Armando Oliveira, Técnicos da A2000

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024
Skip to content