Março de dignidade e oração  

Espaços de Convívio

Os tempos conturbados que vivemos, primeiro com a pandemia e agora com a guerra que acontece tão próximo de nós, não deixam ninguém indiferente.

Perante a dimensão do drama humanitário que nos faz sentir impotentes perante tamanhas vicissitudes, um dos grandes refúgios que encontramos para lidarmos com tempos tão difíceis é a fé. Assim, nos Espaços de Convívio dedicámos um momento para o silêncio, para a reflexão, para a oração. “Pela paz na Ucrânia, pela paz no Mundo” foi o nome desta atividade, tão pertinente numa altura em que assistimos à tragédia que se abateu sobre todo um povo, promovida por um conflito armado que destruiu vidas e projetos de vida.

Perante a «sombra» sempre aterradora de uma guerra em solo europeu, e face às sistemáticas violações dos direitos humanos a cada dia do conflito, o mês de Março foi aproveitado para falar do Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos do Homem. 

“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade” liberdade, igualdade de direitos e fraternidade são, com efeito, três grandes pilares de uma sociedade que se pretende civilizada e desenvolvida, na qual todos se sintam livres para exprimir o que pensam e sentem, ao mesmo tempo que fazem parte de uma sociedade que se organiza para, seja através do Estado ou de organizações da sociedade civil, amparar os mais socialmente vulneráveis e garantir que todos tenham a possibilidade de viver condignamente e acederem a oportunidades de realização pessoal ao longo das suas vidas.

Antevendo-se a possibilidade de acolhermos no nosso país tantas pessoas que procuram apenas um «porto de abrigo» para fugir aos horrores da guerra, saibamos acolher estes nossos semelhantes que tanto sofrem e necessitam de apoio e proteção, sem esquecer os nossos restantes concidadãos que também necessitam desse suporte permanente nas suas vidas. Usemos por isso o nosso espaço de oração ou reflexão para ganhar energias para construir uma sociedade solidária, na qual todos tenham o seu espaço para serem felizes e bem acolhidos!

De referir também que a A2000 continua com o programa MAREES (Medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais) que, em articulação com as respetivas Juntas de Freguesia, pretende, através da contratação de jovens locais, dar apoio aos idosos no que estes considerem necessário (aquisição de medicação, de mercearia, etc…).

Técnicas do GPS

Os Espaços de Convívio da A2000 desenvolvem-se atualmente no Concelho de Peso da Régua, nas seguintes freguesias: União de Freguesias de Poiares e Canelas; União de Freguesias de Galafura e Covelinhas; e no Concelho de Santa Marta de Penaguião nas freguesias: União de Freguesias de Lobrigos (S. Miguel e S. João Batista) e Sanhoane; União de Freguesias de Louredo e Fornelos; Freguesia de Sever; Freguesia de Alvações do Corgo; e Freguesia de Fontes.

Os Espaços de Convívio tem como parceiros e financiadores: a União de Freguesias de Galafura e Covelinhas e a Associação Cultural, Social, Desportiva e Recreativa de Galafura; o Município de Santa Marta de Penaguião; a União de Freguesias de Lobrigos (S. Miguel e S. João Batista) e Sanhoane; a União de Freguesias de Louredo e Fornelos; a Freguesia de Sever; a Freguesia de Alvações do Corgo e a Freguesia de Fontes.

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content