O “Esquadrão do Amor” arrebatou corações na A2000!  

Grupos dos Espaços de Convívio

Em fevereiro, o Esquadrão do Amor andou a «bombardear» os corações dos Espaços de Convívio da A2000, num mês cheio de atividade e afetividade!

Vestidas a rigor com as nossas bandoletes em forma de corações, fomos à procura de saber quais as definições de amor que podemos identificar e aferimos as diferenças entre os namoros de hoje e os de antigamente. Numa semana que definimos como a Semana do Amor, entre os dias 14 e 18 de fevereiro, falámos nos vários tipos de amor, incluindo o amor próprio e, em cada Espaço de Convívio, escrevemos mensagens de amor/amizade/carinho para quem nos calhava num sorteio aleatório em que o desafio era fazer uma declaração de atributos e aspetos positivos da pessoa que nos calhasse em sorte. Esta foi uma partilha muito gira e que emocionou alguns clientes, até porque sabe sempre bem ouvir palavras de estima e carinho, que valorizem o que de melhor há em nós.

Mas as iniciativas do Esquadrão do Amor não se ficaram por aqui! Nas conversas com os clientes, aferimos as diferenças entre os namoros de hoje e os de antigamente e, embora sintamos que eles compreendem a forma de viver o amor das gerações mais jovens, achámos muito interessante que os nossos idosos tenham a perceção de que, nos tempos que correm, não existe a paixão que havia nos namoros de tempos idos! Houve ainda tempo para fazer trabalhos manuais, em que fizemos uns ramos (presente habitual entre enamorados) em que as nossas mãos representavam as flores, e escrevemos uns versos a condizer com o tema. Música e animação também houve: completámos a letra da “Cinderela” do Carlos Paião e dançámos muito com umas coreografias novas.

Como nos Espaços de Convívio temos o privilégio de interagir com pessoas que vivenciaram outros tempos e contextos, também aproveitámos para debater temas importantes da nossa vida quotidiana e até do Mundo, como foi o caso dos Direitos Humanos. O Direito sobre o qual escolhemos refletir é o da Liberdade de Opinião e Expressão (art. 19), que nos diz que todo o ser humano é livre “de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras”. Nas nossas conversas, falámos sobre a importância da liberdade de expressão na forma como vivemos as nossas vidas e interagimos com os outros, e relembrámos contextos em que essa liberdade é colocada em causa, seja através de regimes de cariz autoritário como o Estado Novo (em que os nossos clientes viveram), seja através de regimes que visam um condicionamento seletivo de direitos a uma parte específica da população, como acontece com as mulheres no Afeganistão, em que até na forma de vestir há uma restrição simbólica da forma como as afegãs se expressam, forçadas a vestir-se de acordo com normativos altamente conservadores que, sob o pretexto de respeito por valores de privacidade e moralidade, condicionam a forma como se querem vestir! Numa altura em que o valor da paz está colocado em causa e sentimos até que ponto são frágeis os alicerces institucionais e morais que asseguram a dignidade das nossas vidas, refletir sobre estes temas dá um contributo fundamental à criação de sociedades mais conscientes da defesa dos seus direitos.

De referir também que a A2000 continua com o programa MAREES (Medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais) que, em articulação com as respetivas Juntas de Freguesia, pretende, através da contratação de jovens locais, dar apoio aos idosos no que estes considerem necessário (aquisição de medicação, de mercearia, etc…).

Técnicas do GPS

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content