O início de uma nova etapa  

s formandos do Curso 1 – Assistente Operacional – ação 10 irão iniciar a Formação Prática em Contexto de Trabalho (FPCT) no próximo dia 8 de fevereiro de 2022. Relativamente a esta nova etapa, os formandos mostram-se entusiasmados e ansiosos pois sabem que é necessário grande responsabilidade e empenho para enfrentar este ciclo. Quando questionados sobre esta nova fase, alguns formandos quiseram partilhar a sua expectativa: - o Arlindo referiu que “vai ser uma experiência desafiante e espero superar-me. Sinto-me entusiasmado para este estágio.” - a Raquel afirma que “estou preparada para este novo período pois gosto de desafios, visto que em termos teóricos sinto-me bastante preparada e capaz”. - a Liane também se mostra entusiasmada, revelando que “após um ano de formação, vai ser bom colocar em prática o que aprendemos. Quero desafiar-me porque sei que tenho capacidades para fazer mais e melhor!” - a Cristiana partilha a mesma opinião que a Liane: “Sei que irei vencer este novo desafio e gostei muito da formação até agora.” Todos partilharam o receio de não haver adaptação na entidade de FPCT porque têm medo de não alcançarem os objetivos que forem propostos, de não se conseguirem ambientar ou de serem excluídos, no entanto prometem dar o seu melhor. Salientaram ainda que o ano que passou foi de grande aprendizado em sala, os formadores foram excelentes e forneceram instrumentos e ferramentas necessários para que se concretizasse uma evolução positiva no grupo. Apesar de todas as circunstâncias que estamos a viver e que vivemos nos últimos tempos, o balanço feito por todos foi bastante positivo. O Gabriel também quis frisar que “fiz muitos amigos, os formadores e técnicos ajudaram-me muito em todas as dificuldades que tive.” A Bárbara e Mara partilham da opinião do colega Gabriel e afirmam que foi um ano em que aprenderam muito e o desenvolvimento de competências é evidente, quer para elas próprias, quer para as pessoas que as rodeiam: “O ano que passou teve altos e baixos, e o momento mais difícil foi quando tivemos de ir para casa e não sabíamos quando íamos voltar. Olhando para trás, esse momento não passou de uma simples adversidade, uma vez que agora o sentimento é de dever cumprido. Vamos para esta última etapa preparados e motivados.” A equipa da formação aproveita também para realçar os objetivos que foram atingidos durante este período de sala e parabeniza todos pelas competências desenvolvidas. Todos os técnicos estão a torcer pelo sucesso de todos os formandos e querem expressar a todos os formandos a sua disponibilidade para os apoiar nesta nova etapa, que será, de certeza, cheia de vitórias!

Os formandos do Curso 1 – Assistente Operacional – ação 10 iniciaram a Formação Prática em Contexto de Trabalho (FPCT) no dia 8 de fevereiro de 2022. Relativamente a esta nova etapa, os formandos mostram-se entusiasmados e ansiosos pois sabem que é necessário grande responsabilidade e empenho para enfrentar este ciclo.

Quando questionados sobre esta nova fase, alguns formandos quiseram partilhar a sua expectativa:

– o Arlindo referiu que “vai ser uma experiência desafiante e espero superar-me. Sinto-me entusiasmado para este estágio.”

– a Raquel afirma que “estou preparada para este novo período pois gosto de desafios, visto que em termos teóricos sinto-me bastante preparada e capaz”.

– a Liane também se mostra entusiasmada, revelando que “após um ano de formação, vai ser bom colocar em prática o que aprendemos. Quero desafiar-me porque sei que tenho capacidades para fazer mais e melhor!”

– a Cristiana partilha a mesma opinião que a Liane: “Sei que irei vencer este novo desafio e gostei muito da formação até agora.”

Todos partilharam o receio de não haver adaptação na entidade de FPCT porque têm medo de não alcançarem os objetivos que forem propostos, de não se conseguirem ambientar ou de serem excluídos, no entanto prometem dar o seu melhor.

Salientaram ainda que o ano que passou foi de grande aprendizado em sala, os formadores foram excelentes e forneceram instrumentos e ferramentas necessários para que se concretizasse uma evolução positiva no grupo. Apesar de todas as circunstâncias que estamos a viver e que vivemos nos últimos tempos, o balanço feito por todos foi bastante positivo.

O Gabriel também quis frisar que “fiz muitos amigos, os formadores e técnicos ajudaram-me muito em todas as dificuldades que tive.”

A Bárbara e Mara partilham da opinião do colega Gabriel e afirmam que foi um ano em que aprenderam muito e o desenvolvimento de competências é evidente, quer para elas próprias, quer para as pessoas que as rodeiam: “O ano que passou teve altos e baixos, e o momento mais difícil foi quando tivemos de ir para casa e não sabíamos quando íamos voltar. Olhando para trás, esse momento não passou de uma simples adversidade, uma vez que agora o sentimento é de dever cumprido. Vamos para esta última etapa preparados e motivados.”

A equipa da formação aproveita também para realçar os objetivos que foram atingidos durante este período de sala e parabeniza todos pelas competências desenvolvidas. Todos os técnicos estão a torcer pelo sucesso de todos os formandos e querem expressar a todos os formandos a sua disponibilidade para os apoiar nesta nova etapa, que será, de certeza, cheia de vitórias!

Catarina Santos, Estagiária de Serviço Social da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content