O Poder da colaboração…

António Ribeiro, presidente da A2000

O ano 2019 é o ano nacional da Colaboração com o mote “colaborar faz toda a diferença”, por isso decidi refletir sobre “O poder da Colaboração” à luz do trajeto da A2000 ao longo dos seus quase 19 anos de existência.

Efetivamente, quando olho para trás, para os 18 anos e meio de muito trabalho, preocupações, lutas e afirmações, vejo um trajeto assente em COLABORAÇÃO. Primeiro em colaboração interna (dentro da instituição, entre colaboradores e gestão) e depois em colaboração externa (com entidades que também valorizam a colaboração). Uma e outra constituem o Poder da Colaboração. Não tenho nenhuma dúvida ao afirmar que a A2000 tem sido bafejada pelo Poder da Colaboração e que, a sua materialização, tem conduzido a resultados que superam as espectativas mais audaciosas.

Todo o trabalho da A2000 assenta estratégica e conscientemente numa cultura de Colaboração entre todas as partes interessadas. O poder da colaboração está entranhado em todas as fases dos projetos que desenvolvemos (diagnóstico, conceção, execução, avaliação) e resulta da consciência de que o todo é muito mais que a soma das partes. Não obstante, não basta partir para uma ação com a “farda da colaboração vestida”, é preciso equilibrar o interesse de todas as partes, no sentido de que só existe colaboração se todas as partes envolvidas acautelarem os seus interesses em ordem à satisfação das suas necessidades!

Podemos assim dizer que o Poder da Colaboração se sente e materializa no equilíbrio dos interesses dos parceiros internos e externos. Para pedirmos a colaboração de alguém ou duma entidade é imprescindível que se perceba qual poderá ser o interesse desse alguém / dessa entidade e quais as necessidades que podemos satisfazer! Até podemos ter interesses com mais ou menos peso (uns a 20%, a 30%, outros a 50 %, etc)… mas o equilíbrio tem de existir. Caso contrário, a colaboração não passará do papel ou duma intenção!

Portanto, inspirado no que tem acontecido na A2000, não tenho qualquer dúvida ao afirmar que colaborar é equilibrar interesses e que a sua materialização faz toda a diferença! A A2000 nunca teria chegado onde chegou e onde se pretende que chegue sem a colaboração de todos os players e o equilíbrio dos interesses de todas as partes interessadas.

António Ribeiro, Presidente da Direção

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content