Prestação Social de Inclusão (PSI) – uma realidade também para crianças

Imagem de formulário de candidatura a Prestação Social para a Inclusão

É uma prestação monetária, e destina-se a pessoas detentoras de uma deficiência, da qual resulte um grau de incapacidade igual ou superior a 60% (através do certificado de multiusos).

Esta prestação é paga mensalmente, com o objetivo de promover a sua autonomia e inclusão social e é constituída por três componentes: a Componente Base, o Complemento e a Majoração.

A Componente Base destina-se a compensar os encargos gerais acrescidos que resultam da situação de deficiência.

O Complemento tem como objetivo combater a pobreza das pessoas com deficiência.

A Majoração visa compensar encargos específicos resultantes da situação de deficiência (regulamentada em fase posterior).

Desde o dia 1 de outubro de 2019, a prestação foi alargada à infância e juventude, podendo esta ser requerida desde o nascimento.

Para a atribuição da componente base, a pessoa com deficiência ou incapacidade deverá reunir as seguintes condições:

  • ter residência legal em Portugal;
  • ter uma deficiência da qual resulte um grau de incapacidade igual ou superior a 60%, devidamente certificada;
  • ter uma deficiência da qual resulte um grau de incapacidade igual ou superior a 80%, no caso de ser titular de pensão de invalidez;

 O Complemento é atribuído à pessoa com direito à Componente Base que:

  • tenha idade igual ou superior a 18 anos;
  • esteja em situação de carência ou insuficiência económica;
  • não se encontre institucionalizada em equipamento social financiado pelo Estado;
  • em família de acolhimento;
  • em situação de prisão preventiva nem a cumprir pena de prisão em estabelecimento prisional.

Esta prestação pode ser acumulada com outras prestações:

  • Pensões do sistema previdencial, do regime de proteção social convergente e pensões de regimes estrangeiros;
  • Pensões de viuvez;
  • Prestações por encargos familiares (Abono de Família para Crianças e Jovens, Abono de Família Pré-Natal, Bolsa de Estudo e Subsídio de Funeral), exceto Bonificação por Deficiência;
  • Subsídio por frequência de estabelecimento de educação especial;
  • Complemento por dependência;
  • Complemento por cônjuge a cargo;
  • Rendimento Social de Inserção;
  • Prestações substitutivas de rendimentos de trabalho (do sistema previdencial);
  • Prestações de desemprego e de parentalidade do subsistema de solidariedade;
  • Indemnizações e pensões por acidente de trabalho e doença profissional;
  • Indemnizações por responsabilidade civil de terceiro;
  • Subsídio por morte, do sistema previdencial;
  • Pensão de orfandade.

 No entanto, não pode ser acumulado com as seguintes prestações:

  • Bonificação do abono de família para crianças e jovens com deficiência;
  • Subsídio por assistência de 3.ª pessoa (Os beneficiários que já são titulares do Subsídio por assistência de 3.ª pessoa quando requerem a PSI, mantêm o direito a esse apoio em acumulação com a PSI; Os beneficiários que requererem a PSI, que não se encontrem a beneficiar de subsídio por assistência de terceira pessoa e que venham a necessitar de um apoio por dependência só podem requerer o Complemento por Dependência);
  • Complemento Solidário para Idosos;
  • Pensão social de invalidez, do regime especial de proteção na invalidez;
  • Pensão social de velhice.

O alargamento da PSI à infância (beneficiários com idade inferior a 18 anos), consiste na atribuição de um montante mensal fixo, correspondente a 50% do valor de referência da componente base, para pessoas com idade superior a 18 anos. A este valor é acrescido 35% nas situações, em que a pessoa com deficiência ou incapacidade, se encontre inserida num agregado familiar monoparental.

Assim, a prestação passou a apoiar a pessoa com deficiência ao longo de todo o seu percurso de vida.

Para mais informações sobre a PSI consulte a Linha Segurança Social, através do nº 300 502 502 (dias úteis, das 9h00 às 17h00).

Vânia Pereira, Técnica Superior de Serviço Social

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content