Programa de Ação e Orçamento para 2022 aprovado por unanimidade

Assembleia-Geral Ordinária

Os sócios da A2000 reunidos em assembleia-geral ordinária, realizada em dois formatos simultâneos (presencial e digital) no dia 15 de novembro, aprovaram por unanimidade: a revisão do orçamento para o ano de 2021; e o programa de ação e orçamento para o ano de 2022.

Numa sessão de trabalho em que se fez uma retrospetiva das atividades do ano que ainda decorre, bem como a possível antevisão do próximo ano, a diretora-técnica da A2000, Marina Teixeira, falou na assembleia-geral da componente técnica que caracterizará o trabalho da associação no próximo ano. “apesar de vivermos uma conjuntura complexa, marcada por uma série de problemas e desafios que transcendem as fronteiras nacionais, temos como objetivo na a2000 para 2022 dar continuidade a projetos transitados de 2021, alocando os recursos necessários para que os mesmos mantenham a qualidade habitual, bem como expandir a nossa oferta de serviços formativos e não-formativos a outros territórios e concelhos, por forma a diversificar os projetos e o público-alvo das nossas respostas sociais”, referiu.

Após ter feito uma enumeração genérica dos serviços prestados pela A2000, a diretora-técnica sublinhou a importância de se apostar em parcerias que potenciem a qualidade dos serviços da associação, apelando igualmente ao envolvimento de todos na prossecução dos objetivos definidos.

“Na concretização da nossa missão em prol da comunidade, o próximo ano será, à semelhança de anos anteriores, de consolidação e aprofundamento de parcerias estratégicas e funcionais que nos possibilitem responder aos nossos clientes de forma mais eficaz, num contexto socioeconómico potencialmente complicado para públicos já de si socialmente vulneráveis. Contudo, tais parcerias dependem e dependerão do envolvimento e participação ativa dos colaboradores da a2000, quer no sentido de assumirem um papel mais pedagógico, informativo e esclarecedor do nosso trabalho à comunidade que servimos, quer no sentido de participarem ativamente do processo de construção destas parcerias tanto ao nível da angariação de fundos como na elaboração de sugestões a ser discutidas, de modo a contribuir para a melhoria deste processo de evolução da A2000 em prol da melhoria da qualidade do seu trabalho”, concluiu.

Já no que se refere à dimensão financeira do exercício orçamental da a2000 para 2021, o presidente da direção, António Ribeiro, enalteceu o facto de se prever que a associação volte a registar um resultado líquido positivo do seu exercício, embora tenha enumerado fatores que levaram a uma revisão em baixa do mesmo relativamente ao que estava previsto. “mesmo com as dificuldades que a pandemia trouxe tanto à gestão da instituição como às adaptações que tiveram de ser feitas ao funcionamento dos nossos serviços, a A2000 continuou a registar indicadores de equilíbrio financeiro que nos satisfazem, e para os quais contribuiu não apenas o rigor da nossa gestão como o envolvimento de todos os nossos colaboradores nesse processo, indispensável para manter esta trajetória. A revisão em baixa do resultado líquido orçamental para o ano 2021 que, ainda assim, continua a ser positivo (o que muito nos satisfaz), teve em conta os seguintes constrangimentos: o impacto do aumento dos gastos com eletricidade, gás, gasóleo e outras despesas (provocadas pela pandemia); a revisão em baixa de comparticipações dos fundos comunitários e de subsídios financeiros atribuídos por entidades externas a projetos em curso; a não-aprovação de candidaturas que foram apresentadas para a criação de alguns novos projetos; os enormes encargos bancários que temos de assumir resultantes da aquisição do edifício-sede da A2000; e a passagem de alguns colaboradores, anteriormente integrados em medidas ativas de emprego, para o quadro de pessoal”, descreveu.

Para o ano de 2022, António Ribeiro antevê mais um período desafiante na gestão da a2000, mas reitera a convicção de que a instituição vai responder positivamente aos desafios que forem colocados. “o novo ano vai ser marcado por uma fase sempre complexa, que é a de transição entre quadros comunitários, em que instituições como a a2000 vão ter de operar numa espécie de «terra de ninguém», a aguardar a abertura dos avisos de candidatura a projetos cofinanciados pelo fundo social europeu e pelo estado português, cujo arranque está previsto para o próximo ano. No sentido de continuarmos a assegurar a robustez e qualidade das nossas respostas sociais, temos já apresentados novos projetos em candidatura destinados a públicos-alvo diversos e com fontes de financiamento diversas e sabemos que continuaremos a contar com os nossos parceiros estratégicos e uma fantástica equipa de colaboradores no sentido de garantir que 2022, mesmo com todos os desafios que nos colocará, será mais um ano positivo em termos de gestão para a a2000 e impacto social”, concluiu.

O programa de ação e orçamento para 2022 da A2000, bem como a revisão do orçamento para 2021 estão disponíveis para consulta na sede da A2000 ou no site www.a2000.pt.

Gonçalo Novais, técnico

Notícias Relacionadas

Doador do mês

10 de Maio, 2022

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2022

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2022
Skip to content