PROJETOS FINANCIADOS PELO INR

Cartaz promocional dos projetos do INR

Em 2021, a A2000 obteve cofinanciamento pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2021 para a concretização de três novos projetos, «Estou Aqui!», «Abrir Portas» e «Acessível a Todos», que abrangerão os concelhos do Peso da Régua, Murça, Armamar e Tabuaço, num universo previsto de 37 clientes diretos envolvidos.

«ESTOU AQUI!»

O projeto «Estou Aqui!» está concebido para abranger 27 pessoas nos concelhos de Murça, Armamar e Tabuaço, e foca-se num trabalho de sensibilização das comunidades locais para a temática da inclusão de pessoas com deficiência e incapacidade, o público-alvo deste projeto. O projeto «Estou Aqui» é, tal como o nome indica, concebido para chamar a atenção das comunidades locais para os direitos de inclusão, participação e cidadania das pessoas com deficiência através de iniciativas de diversos tipos, como sessões de sala, visitas recreativas e culturais e iniciativas de interação virtual via redes sociais e zoom, até com o intuito de capacitar os participantes na área das tecnologias de informação e comunicação (TIC). Através deste projeto, pretendemos criar e reforçar os laços de proximidade entre os clientes e as comunidades onde vivem, com vista a empoderá-los em domínios como o seu desenvolvimento pessoal, o bem-estar emocional, a consciência dos seus direitos, a qualidade das suas relações interpessoais e a sua inclusão social.

“A finalidade do trabalho é obter Lazer” Aristóteles

Demos início, em junho, ao projeto “Estou Aqui!” nos concelhos de Armamar, Tabuaço e Murça.

Este projeto – cofinanciado pelo INR e com a parceria dos Municípios de Armamar, Tabuaço e Murça – é dirigido a pessoas com deficiência ou incapacidade que se encontram em situação de isolamento ou défice de inclusão social e pretende promover dois objetivos essenciais:

  • Empoderar os participantes nos seguintes domínios da qualidade de vida: “Desenvolvimento Pessoal”, “Bem-estar Emocional”, “Direitos”, “Relações Interpessoais”, “Inclusão Social”.
  • Sensibilizar e envolver a comunidade na promoção dos direitos da inclusão, participação e cidadania das pessoas com deficiência ou incapacidade.

Em junho, sob o tema “Santos Populares”, a que associámos o Direito ao Lazer e, como emoção, a “Alegria”, o trabalho foi o que mais imperou! Construímos a nossa mascote dedicada ao Direito abordado neste mês e ainda decorámos o nosso Frasco da Alegria, que enchemos apenas com aquilo que nos faz felizes e que levámos para casa no final do mês como recordação de tão boas memórias.

Efetivamente, foram muitas horinhas de pintura, recorte, corte e costura… mas também muitas horas de dedicação e animação. Em Armamar e em Tabuaço até gravámos a música da nossa Marcha, e foi tão giro! No final do mês apresentámos ao mundo, via Zoom, o produto final – dançámos a nossa Marcha Popular, com as vestimentas que elaborámos e em salas por nós decoradas. Foram várias as entidades que fizeram questão de assistir e até de participar, o que enriqueceu ainda mais as nossas festas. E, sim, podemos dizer que, embora durante todo o mês tenha havido bons momentos, nestes últimos dias usufruímos verdadeiramente do Direito ao Lazer com muita Alegria!

Entretanto, e de acordo com a calendarização proposta na nossa página de Facebook (com o mesmo nome do projeto – www.facebook.com/estouaqui.INR), fomos partilhando o nosso dia-a-dia e com muitas visualizações.

«ABRIR PORTAS»

O projeto «Abrir Portas» prevê abranger 10 clientes e realizar-se-á em Poiares, no concelho do Peso da Régua. Através de sessões em sala, visitas a locais de interesse cultural e profissional facilitadoras do contacto com a comunidade e o tecido empresarial e iniciativas de interação virtual, o «Abrir Portas» tenciona promover iniciativas de estímulo à empregabilidade e inclusão socioprofissional das pessoas com perturbação de personalidade.

A propósito deste segundo projeto, sublinhamos que a atuação destas iniciativas incide tanto sobre competências de nível pessoal como de nível profissional. Para que o «Abrir Portas» alcance os objetivos preconizados, atuar-se-á em dois domínios diferentes, mas que estão relacionados entre si: Pessoal – promover competências pessoais e de relação interpessoal; Empregabilidade – desenvolver competências na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (Office na ótica do utilizador, Internet, redes sociais); definir interesses profissionais; desenhar um percurso profissional/ocupacional; adquirir técnicas de procura de emprego; realizar currículo; treinar o comportamento em entrevista de emprego, entre outras.

No dia 24 de junho começaram as atividades em grupo, partilharam-se algumas experiências e interesses pessoais para que os 10 participantes se conhecessem melhor e encontraram-se muitas coisas em comum! Ficou o compromisso de caminhar, cada um no seu ritmo, cada um na sua trilha, mas sempre na construção do seu percurso pessoal e profissional.

«ACESSÍVEL A TODOS»

«Acessível a Todos» – é o nome do projeto da A2000, cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2021 e que vai tornar o sítio web da A2000 acessível a todo o tipo de usuários, independentemente das suas limitações.

Com efeito, o sítio web da A2000 tem já 10 anos e não cumpre os requisitos de acessibilidade estabelecidos no Decreto Lei nº. 83/2018, pelo que é necessário renová-lo e torna-lo acessível a todos no que se refere a: requisitos de percetibilidade (apresentação aos utilizadores da informação e dos componentes da interface de utilizador, de modo a que eles os possam percecionar); operabilidade (assegura que os componentes e a navegação na interface de utilizador são acionáveis); compreensibilidade (garantia de que a informação e a operação da interface de utilizador é de fácil compreensão); e robustez (ao nível da apresentação de conteúdos suficientemente sólidos para que possam ser interpretados de forma fiável por uma ampla gama de agentes e utilizadores, incluindo as tecnologias de apoio).

A capacidade de disseminação dos conteúdos informativos e comunicações da A2000 para um público mais alargado e a contribuição do novo espaço virtual da A2000 para uma navegação mais inclusiva dos usuários são preocupações centrais da A2000 em relação a este projeto. O sítio web da A2000 é visitado anualmente por cerca de 9600 utilizadores, pelo que consideramos que, com a remodelação do sítio, mais pessoas terão acesso, principalmente as que têm alguma deficiência ou incapacidade.

Com acesso a um público mais abrangente, a A2000 será capaz de aumentar a divulgação dos seus valores e princípios éticos, bem como dos serviços e das boas práticas na área da inclusão, o que contribuirá para um maior envolvimento das pessoas com deficiência e incapacidade nesta partilha e disseminação dos sucessos na área da inclusão.

Outro aspeto relevante neste projeto prende-se com a inovação radical que representa, pois exige uma remodelação total do sítio da organização, que já é antigo. Se compararmos com outras entidades do mesmo âmbito verifica-se que são poucas as que já têm o sítio acessível, mas se pretendemos ser coerentes com a grande preocupação em contribuir para um mundo cada vez mais inclusivo, este projeto é muito importante. Saliente-se que a apresentação pública do sítio web remodelado da A2000 está prevista para o final deste ano.

Gonçalo Novais e Marina Teixeira

Técnicos da A2000

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content