Ver para lá do horizonte… Futuro.

António Ribeiro, presidente da A2000

Nesta Newsletter referente ao mês de junho,  de dias mais claros, maiores, iluminados e quentes, decidi partilhar a minha visão e conceito sobre o futuro.

É praticamente inquestionável que ninguém consegue adivinhar o futuro, nem mesmo antecipar a sua realização ao presente, com exceção do futuro imediato ou muito próximo. Futuro é o momento já a seguir, é também amanhã, daqui a um ano e daqui a 5 anos ou até mil. Temos portanto 3 momentos de futuro: futuro imediato, futuro próximo e futuro longínquo.

Enquanto escrevo este texto (domingo, 14-07-2019), consigo antever que, num futuro imediato, irei enviar este texto por email, e que amanhã, segunda feira 15-07-2019 (futuro próximo), o mesmo fará parte deste editorial que está agora a ler. Apesar destes futuros serem praticamente certos, jamais controlaremos todos os fatores externos para que aquelas ações se realizem. Isto é, estes futuros só acontecerão se a internet funcionar, se as impressoras e todos os players trabalharem, etc, etc. O futuro imediato e o futuro próximo são aqueles que se encontram dentro do alcance da nossa visão, portanto até ao limite do horizonte!

Já o futuro longínquo (para além de cinco anos) não está ao alcance da nossa visão, é o futuro para além do horizonte. Neste caso, nem todos os fatores externos são conhecidos e os que são conhecidos jamais serão controláveis a esta distância.

Podemos então afirmar que quanto mais longe estiver o futuro, maior é o risco na antevisão. Quanto mais longínquo estiver o futuro maior é o risco de decisão. Em suma: olhar para além do horizonte é ousar e arriscar bastante…

No caso da A2000, o futuro imediato será assinar durante o mês julho o contrato que marca a aquisição dos prédios que compõem o Colégio Salesiano de Poiares; o futuro próximo (durante os próximos 3 meses), será a mudança para aquelas instalações e o desenvolvimento das atuais respostas sociais. Num futuro longínquo, vejo claramente uma A2000 enorme, em interação com a comunidade local e a regional, com todas as respostas na área da deficiência e dos idosos, com trabalhadores satisfeitos e a contribuir para a qualidade do serviço que as pessoas exigem e merecem…  Isto é ver para além do horizonte… isto é futuro.

António Ribeiro, 

Presidente da Direção

Notícias Relacionadas

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024

Doador do mês de maio

10 de Maio, 2024
Skip to content