Visita à A2000

Sónia Gonçalves em atividade com os clientes do CAARPD

Foi com muita surpresa que recebi o convite para ir à sala do CAARPD ensinar aos jovens como se faz umas flores em papel, além de ficar surpresa fiquei um pouco assustada confesso, só pensava como seria possível eles seguirem os passos conforme eu ia ensinando? Será que sou capaz? Será que eles conseguem…

Quando entrei na sala vi um grupo todo sorridente e bem-disposto, talvez estivessem um pouco na expectativa, mas com aquele olhar de carinho que nos enche a alma!… Assim que distribuí as folhas de papel e mandei cortar ao meio, parei e olhei o entusiasmo e a dedicação de cada um, como se de um projeto memorial se tratasse! Conforme ia ensinando como se fazia, fui surpreendida por um grupo de jovens – uns com dificuldade motora, outros com dificuldade cognitiva – que prestava uma atenção incrível ao que eu dizia e fazia, cada um tentando dar o seu melhor, mas sempre com um sorriso no rosto. Eu só pensava quantas vezes temos um trabalho pela frente e iniciamos contrariados, sai-nos mal, desistimos e pensamos “não sou capaz” ou “é muito difícil”, “continuo amanhã” ou até “desisto completamente!” Nada disso, não vi ninguém a desistir, não vi ninguém a lamentar-se e não ouvi ninguém a dizer não sou capaz, cada um fazia conforme as suas capacidades e limitações, mas acima de tudo, vi a alegria de cada vez que um passo era feito com sucesso, chamavam-me uns por gestos, outros só com o olhar e perguntavam “Está bem assim?”

Eu não tinha palavras para dizer, mas pensava como foi possível? Como não desanimam quando não saiu bem a primeira?! Só vi sorrisos de satisfação pela etapa conseguida… No final cada um tinha a sua flor com as cores que cada um escolheu e pegavam com tanta delicadeza e carinho e eu… vim pra casa a pensar que quem levou hoje uma lição de vida foi EU!

Agradeço a oportunidade que me deram para ensinar tao pouco e aprender tanto com estes jovens! Pelos vistos DESISTIR não existe no vocabulário deles!

Também não queria terminar o meu testemunho sem dirigir umas palavras aos técnicos que os acompanham diariamente, o mérito é todo vosso, o vosso esforço, a vossa dedicação, o carinho que vejo para com eles, como se da vossa família se tratasse. O vosso trabalho não tem preço!! E espero que todos vejam isso, que vocês técnicos trabalham com amor. Hoje em dia isso é uma raridade. Os meus parabéns!!

Sónia Gonçalves

Notícias Relacionadas

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024

DOADOR DO MÊS DE JULHO

10 de Julho, 2024
Skip to content